Ana Cañas

Ana Cañas Follow

http://anacanas.com.br/

93,357 Followers  1,170 Follow

Share Share Share

delícia de encontro na tarde de hoje pra gravar o programa ‘entre_vistas’
do querido juca kfouri (programa que entrevistou na semana passada os admiráveis @marciatiburi e leonardo boff).
uma honra! 🌹
entre os convidados para realizar as perguntas, além do juca, a amiga da vida
e jornalista além dos tempos, a nossa amada e queridíssima @patriciapalumbo ⭐️
obrigada também ao parceiro de todas as horas, meu produtor / anjo da guarda, @stevert73 
que tarde incrível, que programa maravilhoso e quantas cabeças
pensantes e generosas. 
quem tem amigos, tem tudo. 
em breve, no ar, nas redes! ❤️
eu acredito nú amô ❤️
apesar da bagaça ruindo, sigo acreditando nesse sorriso aí da foto. 
acredito no bem, na paz, na compaixão, na poesia, na generosidade e na capacidade de todo espírito aprender, evoluir, somar.
subí pás cabêça.
tenho certeza que cada ser humano carrega dentro de si a luz. 
apesar de toda ignorância, egoísmo, orgulho e ambição, eu sei que isso aqui vai dar certo, de alguma forma, vai.
quantas vezes guerreamos, erramos, zoamos, matamos e destruímos na história? 
mas seguimos e cá estamos.
08 bilhões encarnados nesse planeta (há 50 anos atrás, éramos apenas 02).
estamos num momento decisivo.
e tem uma galera que tá aqui no planeta por esse motivo.
pra essa transição.
crianças cristais aportando.
muita gente despertando.
a treva agoniza diante da luz e do amor resplandecendo firmemente.
apesar de tudo, somos e seremos, sempre, amor.
basta querermos.
basta escolhermos o lado certo. 
com discernimento e clareza, basta ouvirmos a própria consciência. 
a fórmula é simples: fazer ao outro o que se deseja para si. 
um sorriso, um abraço, uma palavra gentil, constróem castelos de luz. 
mudar não é fácil, nunca foi.
mas é possível. 
e enquanto houver esperança, haverá luta.
enquanto houver amor, haverá horizonte nos seres desejosos de uma nova era, um novo tempo, uma nova humanidade. 
orquestrada apenas pelo coração. 🌟
a intervenção federal militar decretada HOJE na segurança pública do rio de janeiro (numa ação inédita desde a constituição de 1988), a subordina à um interventor militar que responde apenas ao presidente michel temer.
com essa medida, o congresso nacional impede a possível derrota na reforma da previdência, paralizando a votação.
durante a intervenção, fica proibida qualquer mudança constitucional (embora o atual presidente cogite, claro, suspendê-la rapidamente, para votar a reforma na calada da noite, se assim desejar).
a segurança pública sai da esfera estadual e vai para a federal, com comando militar estabelecido até:
>>> 31 de dezembro de 2018. 
a medida não resolve a questão da violência.
muito pelo contrário, é apenas um paleativo (com bem demonstraram as ações colaborativas entre estado e união realizadas anteriormente - em 2014 e 2015, na favela da maré, por exemplo).
o fato de um governo assumir pela primeira vez na história, a segurança pública de um estado, pode fazer com que outras regiões do país cobrem medidas semelhantes.
alguns estados vivem em situações tão ou mais agudas que o rio.
as taxas de homicídio no rio grande do norte, por exemplo, foram de 69 por 100 mil habitantes, os do acre, 55, e os do rio, 32 - em 2017.
essa intervenção é uma medida desesperada e fruto da conveniência política do atual governo.
- escolheram um general do exército como interventor.
- estão substituindo uma autoridade civil por uma militar.
- portanto, esta ficará também sob jurisdição militar. 
mais uma ameaça fatal à nossa frágil democracia.
o próprio comandante das forças armadas expressou publicamente seu desconforto com essas recorrentes ações. 
michel temer orquestra novos passos, podendo inviabilizar as eleições e deflagrar, mais uma vez, o triste cenário que tantas vítimas fez neste país.
1964.
1968.
2018.
documentário brilhante. 🎥⭐️
uma obra-prima.
‘strong island’ de yance ford. 
uma reflexão profunda sobre a opressão,
o racismo estrutural, a injustiça,
o preconceito, os apartheids.
uma poética sublime sobre a perda, a morte.
uma dor que a todos silencia.
nasci branca. 
portanto, privilegiada. 
são eles, os privilégios, que sustentam e alimentam um sistema torpe, que serve unicamente aos interesses de uma elite.
branca.
elite essa, de 05 pessoas no brasil, por exemplo, que possuem a renda dos outros 50% restantes da população.
negra.
privilégios que nos envergonham. 
privilégios que precisam acabar. 
quando foi que o homem perdeu a capacidade de enxergar a beleza sublime do próximo? 
quando foi que decidimos nos calar diante de tamanhas atrocidades?
me lembro, uma vez, dentro do busão, saindo da cidade dutra a caminho da faculdade. 
fomos parados.
geral.
homens fardados subiram e disseram:
“- preto fica, branco desce”.
confesso que, ali na hora, fiquei confusa. 
não conseguia acreditar em tamanha hostilidade por parte de pretensas ‘autoridades’.
quando dei por mim, notei quem descia e quem ficava.
resolvi permanecer sentada. 
um pequeno gesto de solidariedade - e repúdio. 
meu corpo contraía, conforme o policial caminhava em minha direção.
ele se aproximou, o suficiente para que dissesse em voz baixa e com o cassetete nas mãos:
“- tem certeza que a mocinha vai ficar?”
petrificada de medo, desci. 
jamais me esqueci daquele episódio.
nunca.
e pude, por alguns segundos, saber como é. 
senti na pele a tristeza, a raiva, a violência e a humilhação.
por isso esse doc me tocou tanto. 
um soco no estômago, muito bem dado. 
acredito que filmes como esse iluminem a questão de maneira ímpar (assim como ‘a 13a. emenda’) e expresso aqui a minha gratidão e admiração pela netflix, que tem feito muito em prol de causas tão importantes (queers, trans, gays, negros, feminismo, veganismo).
o cinema é sonho, mas acima de tudo, consciência.
ele sabe que está em nossas mãos o poder de escrever os novos rumos da humanidade através do convívio fraterno perante as diferenças.
isso é o que nos torna(rá), essencialmente, humanos. ❤️
têve rua, têve bloco lyndo puxado pelas mânas, têve caninjaz hermano parceiro dos rolê da vida, têve essepê concreteando sons transbordantes
e têve amor amor amor y amô 🌈❤️🤸🏽‍♀️
tuiuti te amo ❤️
carnavráu. ❤️
sempre admirei a beleza desse rito verdadeiramente antropofágico.
comemo-nos-nús.
o prato mais gostoso do mundo somos nós, brasileiros.
arroz e feijão. 
puta obra prima. 
né_naum?
pois o povo que sacramentou esse prato também decidiu embalar com propriedade absoluta a festa pagã mais esperta do planeta.
veneza inventou o carnaval. ok. 
mas ele é nosso. 
definitivamente. 
corpos soltos flutuando travestidos, fantasiados de realidades sonhadas.
trans_tudo.
existe algo mais belo na avenida da vida
do que essa liberdade?
hoje, ao cruzar o centro da cidade, observei maravilhada mulheres vestidas de abelhas, uma mãe e seu recém-nascido ali no meio,
embrulhadinho no peito do amor maior, homens e suas saias de tafetá coloridas, travestis deusas iluminando o salão - como sempre.
pessoas felizes assim são monumentos, pensei.
e a voyer regozija.
eis a regra: decantar a alma no roteiro segunda a sexta e desbundar no carnaval.
ele, que alicerça e embala a idiossincrasia já mítica da alma brasileira. 
para além das críticas “vâmo festejá e esquecer a merda em que estamos chafurdados”, há que se reconhecer nessa festa uma legítima e descomunal comunhão.
e aos que não podem celebrar essa tangente rasgando a caretice com suas surrealidades inspiradas, meus sentimentos. 
o fato é quê:
misturando-se ou não, passar incólume a esse movimento tão genuíno, popular e trans_amalgamado do país é perder, sem dúvida, a chance de compreender o porquê de, nosotros brasileiros, sermos assim:
absurdamente 
maravilhosos. 🌟🤸🏽‍♀️
canções eternas são aquelas que capturam a verdade máxima dos corações, atemporalizando poeticamente o que todo mundo sente, o que todo mundo é.
“a gente quer INTEIRO 
e não pela METADE.” ❤️
filmamos o clipe ‘volta’ numa tarde improvisada, usando apenas um veludo preto comprado às pressas e um batom vermelho. 
ele, o clássico, ruby woo. 
um batom e um veludo no chão.
mas como bem sacralizou beauvoir, nós não nascemos mulher, nós nos tornamos.
o ano era 2012. 
estávamos na pré-revolución feminista.
os corpos ardiam nas novas diretrizes que eclodiam numa sororidade quase inédita.
tudo ali, no ar.
mas ali também nascia uma mulher que eu mesma desconhecia.
alguém que decidira trilhar um caminho sem ‘volta’.
o caminho da própria felicidade, da própria feminilidade sem medo.
sem medo, só sims. 
sims por si, por tudo, pra vida.
quando descobrimos a liberdade, nascemos. 
quando voamos nas asas dos desejos próprios, vencemos.
sem julgamentos, nem auto-sabotagens.
foi com ele, o clipe, que também convenci ney matogrosso a dirigir um show meu.
hoje, agradeço ao universo por me trazer esse momento, ao fotógrafo tripolli pela idéia de filmá-lo e pela aventura que é descobrir_se(r).
conhecer a beleza e força do próprio corpoventre a realizarem-se destemidamente nos lirismos, no sexo,
nos desejos, nas loucuras e na inspiração infinita e absoluta que somos, todas nós, 
mulheres. ❤️
quando foi que o dinheiro absorveu os corações?
quando foi que o poder corrompeu toda lógica ética, moral e fraterna da humanidade?
quando foi que os índios, povo evoluído, sábio e ‘dono’ primeiro destas terras (logo eles, que sabem muito bem que terra não tem ‘dono’), foram apartados de seus direitos mais básicos?
quando?
quem instituiu essa loucura?
esses valores? 
porquê eles prevalecem?
tá tudo do avesso. 
josé serra pisando literalmente no 
abaixo-assinado que clama pela queda da reforma da presidência. 
um viaduto desaba em brasília - com antigo laudo técnico decretando a urgência da reforma, mas...
vidas humanas importam?
27 mil bois presos em navios, afundando em seus próprios excrementos, e o presidente michel temer (este sim, o ‘dono’ do porto e suas propinas) anuncia que mais cem mil terão o mesmo destino.
auxílio-moradia pá_geral.
e o grand_finale:
>>> aécio + alckmin + jucá + serra 
têm seus processos 
ARQUIVADOS 
pelo STF. 
na loucura que gira e se estende na roda da vida, sigo por aqui, com minhas pequeninas e ultra esperanças de que a LUZ há de brilhar nas mentes lúcidas e nos corpos que lutam.
+ + + 
que o amor será, sempre, a chave de tudo.
+ + +
que a resistência, o braço erguido, a alma generosa e a canção eterna serão sempre maixxx.
serão sempre além.
salve sônia guajajara e todos os povos indígenas deste país - e do mundo. 
salve a sua sabedoria.
salve o respeito profundo pela natureza e o reconhecimento dos ciclos.
salve a espiritualidade elevada e consciente. 
salve quem, por onde passa, preserva, cultiva, cultua e emociona. 
salve quem divide pra somar.
quem defende com a própria vida a beleza que lampeja, incorrompível, nos braços de um amanhã melhor. 
sim, eles existem. 
sim, estamos com eles. 
até o fim.
até o amor imperar, supremo, nas decisões humanas. ❤️
amigxs queridxs! ❤️🙏🏽
nesse exato momento, 27 mil animais estão trancafiados em navios, no porto de santos, prontos para serem transportados vivos até a turquia, seu destino final para o abate. 
sim, transporte de animais vivos. 
uma prática proibida que foi retomada recentemente no brasil.
durante o percurso, eles sofrem maus tratos extremos.
ficam sem água, sem comida e misturados às próprias fezes (30 kg por dia, cada animal).
uma cena de horror neste mundo, mundo, vasto mundo. 
mundão que ainda consome carne, bifinhos, strogonoffs e hambúrgueres sem nem imaginar o sofrimento e o custo ético, moral e espiritual destes seres. 
felizmente, uma liminar expedida hoje pela justiça brasileira - graças à pressão das ONGs e entidades protetoras dos animais, proibiu o transporte (mas ela ainda pode cair).
se você quiser nos ajudar >>> para que
esse transporte e essa prática sejam
suspensos eternamente + banidos de vez, assine a petição em prol dessa causa. 
vamos formar essa corrente gentêêê!!!
>>> www.animalsinternacional.org
eu já assinei + + + ❤️
e juro que levei exatos 17 segundos.
mesmo que você venha flertando com as idéias do vegetarianismo, veganismo ou que ainda seja carnívoro, pode ajudar a causa e transformar essa indústria absurdamente atroz, assinando ou divulgando.
cada pessoinha conta 🌟
amanhã também rola um ato no porto de santos, às 14h, onde várias instituições estarão presentes, pressionando a justiça brasileira a proibir o transporte. 
juntos SOMOS!
somos mais, somos melhores, 
somos do bem, somos amor, 
somos compaixão, somos luz, 
somos a vida, somos o futuro, 
somos a (r)evolução.
+ + + +
os bichim e eu agradecêmos muito muito!
❤️🦋🐷🐶🐤🐵🐝🐠🦍🐛🐱🐸🐼❤️
texto lindo no UOL do crítico miguel arcanjo prado sobre nuestra incursión arnaldiana. 
obrigada a todxs os que acompanham generosamente os movimentos, flashes, vontades y delírios naquilo que a música - e sua derradeira comunhão, melhor nos proporciona >>> amô. 🌈