Correio Francisquense

Correio Francisquense Follow

O Correio, desde 2013, busca firmar a proposta editorial. Na prática, valorizar o cidadão francisquense como agente transformador da sociedade.

http://www.correiofrancisquense.com.br/

1,206 Followers  535 Follow

Share Share Share

Rede Feminina inaugura novo auditório e bazar 
Voluntárias da Rede Feminina cantaram em coro para receber visitantes na inauguração das novas instalações que ocorreu na tarde desta terça-feira (3). Confira:
A apuração dos votos aconteceu na tarde desta segunda-feira (02) no plenário da Câmara de São Francisco do Sul. As nove novas legisladoras mirins titulares e os nove suplentes foram escolhidos entre 20 candidatos de 12 escolas das redes municipal, estadual e particular de ensino do município.

A grande surpresa nessas eleições é que nove meninas foram eleitas como titulares. Já entre os suplentes, oito são do sexo feminino e um do sexo masculino. As votações aconteceram durante toda a semana passada, uma urna passou nas escolas e cerca de 1.800 alunos participaram da votação. As estudantes eleitas serão diplomadas em outubro e o mandato se estenderá até 31 de dezembro de 2020.

Veja quem são as vereadoras eleitas: - Maria Clara Gentil Trippia Gomes - 257 Votos ( Representando a Escola Claurinice Vieira Caudeira, no Bairro Rocio Grande) - Maria Victória Cavalanti Toniasso Carneiro - 185 votos ( Representando a Escola Dr. Rogério Zattar, no Bairro Sandra Regina) - Brendaly de Paula - 180 Votos ( Representando a Escola Engenheiro Annes Gualberto, no Bairro Paulas) - Maria Eduarda dos Santos Clara - 143 votos ( Representando a Escola Franklin de Oliveira, no Bairro Reta) - Raissa da Silva Palhano - 137 votos ( Representando a Escola Ida Beatriz Brunatto de Camargo, no Bairro Majorca) - Alice Kunietscki Araújo - 124 votos ( Representando o Colégio da Univille, no Bairro Iperoba) - Paola Teixeira - 86 votos (Representando a Escola Nicola Baptista, no Bairro Enseada) - Letícia Escarpin Maurer - 74 votos ( Representando a Escola Álvaro Trancredo Dippold, no Bairro Acaraí) - Thais Pinheiro - 72 votos ( Representando a Escola Waldemar da Costa, no Bairro Água Branca)
Os trabalhos de revitalização da Rua Benjamin Constant começaram nesta segunda-feira (2). Equipes da empresa vencedora do processo licitatório já iniciaram a remoção dos paralelepípedos da rua que irá receber sistema de drenagem pluvial, reforço da base, novas calçadas e realinhamento do pavimento. O trânsito no local está impedido, portanto os motoristas devem procurar outras vias para circulação. 
Conhecida como 'Morro do Pega Unha', a inexistência de sistema de drenagem sempre deixou a rua em condições precárias de trafegabilidade. "A implantação da drenagem e uma nova base com pedra rachão vai dar uma condição melhor para a rua. Além disso, começaremos por ali o projeto de acessibilidade do Centro Histórico", anunciou o prefeito Renato Gama Lobo sobre a adequação dos passeios.

A via contará com um modelo de calçada que integra o projeto Rota Acessível que prevê a instalação de placas de concreto, as quais facilitam o deslocamento de cadeirantes, idosos e qualquer pessoa que tenha mobilidade reduzida.

Os trabalhos, que fazem parte do Programa Mãos à Obra, irão contemplar os 340 m de extensão da via e têm prazo estimado de execução de 120 dias.
As inscrições para o curso básico de Vela continuam abertas até o dia 6 de setembro. A iniciativa integra o projeto Navega São Chico, encabeçado pela Secretaria Municipal de Turismo, que será lançado oficialmente no dia 13 de setembro, às 10h, no auditório do Museu Nacional do Mar. As aulas fazem parte de um dos programas previstos para acontecer no decorrer do projeto que conta com outras ações.

O curso é gratuito e terá as modalidades Optimist e Dingue. Serão disponibilizadas 16 vagas para crianças de 9 a 12 anos de idade e 12 vagas para adolescentes de 13 a 16 anos. Haverá aulas teóricas e práticas com início previsto para o dia 17 de setembro. As aulas serão nas terças e quintas-feiras, para os mais novos, e quartas e sextas-feiras, para os adolescentes, das 8h30 às 11h30.

De acordo com a secretária de Turismo, Jamille Douat, o projeto é mais uma iniciativa que leva em consideração esta vocação de atividades náuticas da cidade. "Além de estarmos incentivando o crescimento individual dessas crianças e adolescentes, estamos incentivando a prática esportiva e estimulando o turismo náutico que representa um grande potencial de nosso município", ressalta.

Após o período de inscrição, em virtude das vagas limitadas, haverá um processo de seleção. Para inscrição, o candidato precisa estar matriculado em alguma escola do município (municipal, estadual ou particular), cópia dos documentos do aluno e dos pais (RG e/ou Certidão de Nascimento) e autorização dos pais (preencher e assinar no dia da inscrição). O atestado de aptidão física será requisitado aos alunos selecionados. A Secretaria de Turismo fica na Rua Babitonga, nº 62, Centro Histórico a atende das 8h às 14h.

O projeto conta com a parceria do Museu Nacional do Mar, Fundação Catarinense de Cultura, Clube Náutico Cruzeiro do Sul e Marinha do Brasil.
A programação da Semana da Pátria já iniciou. Confira a previsão dos desfiles cívicos que poderão sofrer alteração ao longo da semana de acordo com as condições climáticas:

2 a 6 de setembro

8h| Cerimônia com a participação de escolas e da Marinha

18h| Arriamento das bandeiras com participação do Exército (Praça Getúlio Vargas)

4 de setembro

10h| Desfile Cívico | Distrito do Saí

Avenida Lindolfo de Freitas Ledoux

5 de setembro

10h| Desfile Cívico | Ervino

Avenida Acaraí

6 de setembro

9h| Desfile Cívico | Enseada

Avenida Atlântica

7 de setembro

8h| Cerimônia de hasteamento das bandeiras | Praça Getúlio Vargas

9h| Desfile Cívico Militar | Rua Babitonga | Centro Histórico
Na próxima terça-feira, dia 3 de setembro, será inaugurado um novo espaço na Rede Feminina, com um auditório e salas para ampliação do bazar da entidade. A Rede já está presente há 35 anos na cidade. Foi montado por um grupo que sentia a necessidade de se ter um trabalho voltado ao apoio as mulheres que descobriam ter câncer na época e se encontravam desamparadas.

Hoje, a Rede Feminina conta com a colaboração da comunidade e doação de empresas para o funcionamento das atividades. A entidade possui 49 voluntárias em São Francisco do Sul, sete funcionários e colaboradores que oferecem desde apoio psicológico, atividades físicas como yoga, até oficinas de costura e artesanato para comercialização no bazar.

Além disso, o foco principal da organização é fornecer serviços de prevenção ao câncer de mama e colo do útero, com equipamentos e profissionais de alta qualidade que trabalham no atendimento de cerca de 20 mulheres por dia.

Outro projeto social desenvolvido na Rede Feminina é o transporte oferecido pela entidade, que busca mulheres de regiões mais afastadas no município, para fazer os exames necessários na sede.

A presidente da Rede Feminina em São Chico, Iza Maria Gramigna Rodrigues, relata que a ampliação das instalações se tornou necessária após mudar a sala de mamografia para o auditório. "Temos vontade sempre de ampliar nosso trabalho aqui dentro, mas nosso espaço físico é limitado. Tanto que a demanda de mamografias aumentou. A gente procura estar sempre mais atualizado e nós disponibilizamos nosso auditório para aumentar a mamografia, para as pessoas serem mais bem acolhidas, porque nosso espaço era pequeno da mamografia", explica.

Além das atividades do bazar, o auditório irá servir para reuniões da Rede e ficará disponível para a comunidade.
Festa da Nossa Senhora da Graça

Já iniciou a 354° Festa da Graça, festa típica de São Francisco do Sul, em homenagem a padroeira Nossa Senhora da Graça. Agora a procissão com a imagem de Nossa Senhora passa pelas rua do Centro da cidade. Ainda hoje haverá às 18h a novena e às 19h a Santa Missa, com Dom Beto. Confira a programação completa no site do Jornal Correio Francisquense. Clique no link da Bio.
Hoje, às 20h30, haverá a apresentação "A Terra do Já Teve", versão Casarão das Palmeiras, no Instituto Babaétoungá. A peça é escrita e dirigida por Jeanine Rhinow. Não haverá cobrança de ingressos.
Já está circulando a nova edição desta quinzena! Confira!
A Polícia Federal, com apoio técnico da Anvisa, deflagrou nesta sexta-feira (30) a Operação A Bordo, destinada a combater crimes praticados no complexo portuário de São Francisco do Sul. Cerca de 15 policiais federais estão cumprindo três mandados de busca e apreensão, além de medidas cautelares diversas da prisão no município. 
Um inquérito policial instaurado em 2015 apura condutas irregulares de um servidor da agência de vigilância sanitária na inspeção de navios que atracam no referido porto, o qual teve as funções públicas suspensas a partir de hoje por ordem judicial.

A atuação criminosa consistia na exigência de vantagens indevidas e na imposição de serviços extraordinários, visando à não autuação das embarcações e consequente liberação para prosseguirem o curso normal. Também foi objeto das investigações a prática de câmbio ilegal de moeda estrangeira e a solicitação de bens diversos, de procedência estrangeira, como cigarros, bebidas alcoólicas e até alimentos, por parte do responsável pelas inspeções a bordo.

Um dos indícios do cometimento dos ilícitos é que a quantidade de inspeções a bordo dos navios que atracam no porto de São Francisco do Sul é muito superior à média nacional, superando consideravelmente portos de maior movimento, sem justificativa. Outra circunstância que chamou a atenção dos investigadores foi o fato de haver inspeções em finais de semana e feriados, quando não há expediente no posto local da Anvisa.

Os investigados poderão ser indiciados pelos crimes de concussão, corrupção ativa e prevaricação
Iniciaram hoje (29) os trabalhos de implantação da nova pavimentação asfáltica na rua Felipe Musse, no bairro Ubatuba. A via está sendo revitalizada em toda a sua extensão, que tem 1,5 km, e receberá, além da pavimentação, novo calçamento e ciclofaixa. As obras iniciaram no mês de fevereiro deste ano com a colocação do sistema de drenagem pluvial.

A execução de mais esta ação urbana tão importante para os moradores do norte da ilha está acontecendo graças ao Termo de Doação firmado com a empresa Tropical Incorporações de Imóveis Ltda. A doação serve como contrapartida pela execução do loteamento Jardim Giovana e as melhorias servirão para atender aos moradores da área.

Há pelo menos mais de uma década que a rua Felipe Musse se encontrava em condições precárias de trafegabilidade por não receber adequada manutenção. Além disso, problemas de alagamentos eram decorrentes, principalmente no trecho da ponte sobre o canal que atravessa a via. "Resgatar a Felipe Musse é dar nova cara ao bairro do Ubatuba proporcionando infraestrutura adequada e melhor qualidade de vida aos moradores e veranistas. Quando os visitantes chegarem no verão sentirão a grande diferença da intervenção positiva, desta e de outras que estamos realizando nos Balneários", enfatiza o prefeito Renato Gama Lobo.
Foram os casos de homicídio da comerciante Cátia Regina e o do açougueiro Roberto de Goes, crimes cometidos por suposta concorrência comercial e vingança amorosa, que abalaram a população nos últimos dois meses. A cidade tem enfrentado um período em que crimes contra a vida, sem ligação com tráfico de drogas - que é um dos motivos mais recorrentes desse tipo de violência no município - vêm ocorrendo com frequência em um curto espaço de tempo e gera a sensação de insegurança. Neste ano já constam 12 casos de tentativas e homicídios consumados, três desses no último mês, e a Polícia Civil explica que esse é um alto índice para a população de São Francisco.

Em entrevista com o delegado da Polícia Civil de São Francisco do Sul, Weydson da Silva, conta que os últimos crimes não tem ligação e são casos bem específicos. Além disso, ele relata que as últimas prisões divulgadas são um passivo de casos dos anos anteriores, principalmente de 2016 até o momento. "Como em 2016 foram mais de 30 homicídios, em 2017 manteve a média de 17,18, ano passado também teve uma média de 20, ficou um passivo de investigação para a Delegacia. Aos poucos alguns desses casos com autoria identificada, estamos, eu e o delegado Rafaello, representando por medidas cautelares, prisões, buscas e apreensões" diz. "A divulgação pode dar a entender que está ocorrendo muitos homicídios, mas na verdade o que está ocorrendo é que estamos resolvendo um passivo de anos anteriores". Mesmo assim, o delegado aponta que os crimes contra a vida tem um índice elevado em São Francisco do Sul para o tamanho da população. "São dados alarmantes que realmente preocupam, o número de homicídios per capita coloca São Francisco com uma das cidades mais violentas, nesse quesito, no estado de Santa Catarina. Embora a gente considere uma cidade tranquila, mas os crimes contra a vida são em um número elevado", alerta.

A medida que a polícia tem tomado para reduzir esses índices, conforme o delegado, é a solicitação de mais efetivo "tanto para Polícia Civil e, sobretudo, para Polícia Militar, que atua no trabalho preventivo e ostensivo".