Joana Silva🌸Terapias D'Alma

Joana Silva🌸Terapias D'Alma Follow

🦋Enfermeira*Terapeuta
🌱Saúde Natural | Ayurveda
✨Terapia holística
🌿Green Witch
🕉Reikiana
🌙Partilhas d'Alma
🐾Nature is my home

https://linktr.ee/terapiasdalma

1,690 Followers  752 Follow

Share Share Share

"Surrender is a gift that you can give yourself. It's an act of faith. It's saying that even though I can't see where this river is flowing, I trust it will take me in the right direction" ~ Debbie Ford 🍀

Fecha os olhos. Coloca as mãos no centro do peito e abre o coração 💜 Permite-te ser. Permite-te sentir. Permite-te curar.

Image from @miaohki
Hoje trago um artigo sobre os snacks e lanches entre refeições na perspectiva Ayurvédica (link na bio)
🍒
De acordo com a Ayurveda o hábito de comer entre as 3 refeições principais pode alterar o fogo digestivo, também conhecido por Agni (no site coloquei o link para o artigo que escrevi sobre este tema)
🍒
O ideal seria manter as 3 refeições principais, dando tempo ao nosso sistema digestivo para fazer a digestão da refeição anterior e descansar. Contudo, um pequeno lanche pode ser necessário nas nossas rotinas mais aceleradas, principalmente quando o nosso trabalho exige mais energia física e/ou mental. Além disso, cada pessoa deve ser avaliada individualmente e tendo em conta o seu equilíbrio dóshico, visto que todos temos metabolismos e necessidades diferentes
🍒
Posto isto, se queremos comer algo entre refeições, é essencial escolher alimentos que sejam nutritivos e adequados ao nosso dosha predominante
🍒
No artigo encontram algumas especificidades de cada dosha relativamente ao hábito de comer entre as refeições principais e algumas ideias de snacks também para cada dosha
🍒
Encontram ainda uma sugestão de livro de receitas Ayurvédicas que eu utilizo e um link para um site de onde também retiro algumas ideias para refeições, que têm informação sobre os doshas para os quais aqueles alimentos são mais adequados
🍒
Espero que seja útil 😉
"We know ourselves to be made from this earth. We know this earth is made from our bodies. For we see ourselves. And we see nature. We are nature seeing nature" ~  Susan Griffin

As águas inspiram-me ao mergulho no meu interior, chegando aos locais mais escondidos, às águas mais profundas do meu ser. Com elas vou aprendendo também a fluir, a não oferecer resistência ao que o Universo coloca no meu caminho. Com este processo vou dissolvendo as energias estagnadas, seguindo em frente no meu percurso. A água limpa, a água cura.

A Mãe Terra tem muito para nos ensinar. Os nossos ancestrais tinha isto muito presente. Observemos as diferentes formas desta se manifestar em cada diferente estação, os seus ciclos, a sabedoria de cada elemento. Como se diz na Ayurveda, o Homem é o microcosmos, a Natureza é o macrocosmos; o que existe nela existe em cada um de nós. Observando e sentindo a Mãe Terra podemos fazer importantes aprendizagens para o nosso equilíbrio.

Um excelente fim-de-semana para todos 💜🙏
Mais uma vez o passado é remexido para que o futuro se construa. Tem sido um trabalho mais ou menos intenso para mim, como tenho partilhado aqui, e há alturas que me chamam fortemente a isso. Estou a aproveitar a energia desta lua nova e do eclipse para me reorganizar internamente. Durante a nossa vida são várias as nossas mortes… precisamos de deixar morrer para algo novo nascer, precisamos libertar-nos daquilo que já não faz sentido para conseguir integrar na nossa vida o que nos espera mais à frente sem repetir os mesmos padrões.

Ainda estou a aprender o não-apego, nomeadamente o apego a expectativas, e, ao invés, confiar no Universo e deixar fluir. É uma aprendizagem constante. Há alturas em que sinto que é já algo natural para mim, noutras é um pouco mais complicado de gerir internamente, mas também sinto que faz parte do meu processo e estou em paz com isso.

Ando mais afastada do mundo digital porque sinto muito mais necessidade de sair e ter contacto com o mundo fora das tecnologias. Tenho sentido a necessidade de me nutrir: com a companhia dos meus amigos, com o contacto com a Mãe Terra (mais que não seja, a tratar das plantas aqui de casa, sentar-me na sua companhia, observá-las), com a leitura de bons livros, estudando sobre assuntos que amo, com a minha própria companhia.

Ando numa fase de muita conexão com as minhas emoções, que andam à flor da pele, e se já normalmente prefiro trabalhá-las do que reprimi-las, neste momento não sinto qualquer desejo de as esconder ou de as “varrer para debaixo do tapete”, e acolho-as de braços abertos, bem como às minhas fragilidades; só assim conseguirei sarar-me. Todos nós temos um “calcanhar de Aquiles”, ou vários até, e cada vez que eu sou chamada a trabalhar com as minhas fragilidades saio desse trabalho ainda mais forte do que antes (já pararam para pensar nas batalhas que travaram e no quão fortes se tornaram?). Mais uma vez trabalho o perdão a mim, aos outros, ao meu passado. É assim que me liberto.
.
"As above, so below
As within, so without
As the Universe, so the Soul" ~ Hermes Trismegitus

Sou grata ao Universo por estar aqui 🙏🏼💜
.
📸@cocorrina.co
No blog podes ler o texto completo sobre a minha perspectiva acerca dos rituais, onde falo um pouco sobre a minha experiência 🌻

Tenho alguns rituais que pratico frequentemente, nomeadamente em ligação com a fase da Lua ou a entrada numa nova estação, por exemplo.

Um ritual ajuda-me a (re)ligar-me a mim, aos meus ancestrais, à Mãe Natureza... ao Todo. É uma forma de me focar e dar força e direcção às minhas intenções, e de trabalhar com o que se passa dentro de mim.

Por essas razões, pessoalmente sinto que é importante colocar o coração, deixar fluir, e não ser algo quase mecanizado.

Tenho alguns rituais em que há determinados passos que sigo sempre e exigem uma certa disciplina. Mas mesmo nesses há coisas que vão mudando, desde os cristais que uso nesse dia, às ervas dos incensos que escolho com intenção. Algumas vezes alio o Reiki. Muitas vezes faço uma leitura com as cartas dos meus oráculos, outros dias não.

Num ritual posso estar em minha casa no meu cantinho especial, ou posso sair para a Natureza e sentir a água, a terra nos pés descalços, as árvores, escutar os sons. Fazer um chá ou colher e preparar as ervas para uma mezinha podem ser um ritual.

É óptimo procurar inspiração conhecer o que outras pessoas fazem, mas o resultado depende de ti, da tua intenção e dedicação. Já me cobrei por causa de falta de flexibilidade porque achava que tinha de seguir tudo à risca, sem mudar uma vírgula, e em certos momentos sentia que era algo forçado e ficava frustrada. Deixei de praticar por uns meses, porque não me fazia sentido ser assim.

Até que (Re)descobri a magia dos rituais quando me sugeriram transformá-los em algo mais do coração e menos da mente. Aprendi a deixar fluir e não ser tão rígida comigo mesma... ser flexível, atender também ao que preciso a cada momento.

Cada um tem o seu processo, não somos todos iguais, e há coisas que podem fazer sentido para uns e não para outros, e isto depende até da fase da vida em que estamos, e o que faz sentido hoje não tem de fazer amanhã. Isto faz parte do crescimento.

Tens rituais que costumas praticar? Já sentiste alguma vez que estava a ser algo forçado?

Blessed be 💜
Já está disponível o meu novo artigo no site da Anita @anitadambrosio.healthcoach 🍀 Link na bio 😊 ⁣
⁣
#repost @anitadambrosio.healthcoach 
Sabes qual é o Dosha que predomina em ti?⁣
Todos nascemos com os três doshas mas cada pessoa pode apresentar a predominância de um, dos dois ou dos três.⁣
Curioso/a? 🙋🙋‍♂️⁣
⁣
Fica a conhecer mais com o novo artigo
⁣
Partilha connosco o que descobriste sobre ti! 😉⁣
Solstício de Verão. Dia de Litha. O início de uma nova estação 🌞

É um momento de avivar a chama interior, procurando aquilo que realmente faz sentido para nós, escutando os pedidos do coração. É momento de expansão, de gerar algo novo, novos projectos, novas ideias, novos hábitos, e de deixar para traz aquilo que não nos serve mais. Procuremos ultrapassar aquilo que nos limita para exprimirmos a nossa verdade e as nossas emoções com confiança, com liberdade.

Dizem que aquilo que sonhamos nesta noite se materializa, e que é um excelente dia para pedir desejos. É um bom momento para reflectir acerca daquilo que temos, celebrar as nossas bênçãos e aprendizagens, o que já conseguimos até aqui. Mas também para direccionarmos a nossa energia para aquilo que faz feliz a nossa alma e que queremos ver crescer.

Para mim, estes últimos dias têm sido de intensa reflexão sobre vários assuntos, nomeadamente em relação às minhas crenças limitadoras e também os meus desejos para o futuro. Tenho focado muito da minha atenção em novos projectos que me enchem o coração. Tem sido ainda um momento de confrontação de mim mesma em relação a algumas coisas que fazem parte de feridas antigas, mas que chegam agora sob outra forma de lição. Um momento de aprendizagem intenso, que me tem feito sentir numa montanha-russa de emoções, mas que no final de cada reflexão me faz sentir sempre muita gratidão.

Hoje agradeço, entre muitas outras coisas, pela abundância e prosperidade presentes na minha vida, a luz do sol, o calor, o solo fértil do meu caminho que me traz sempre oportunidades para crescer.

Que reflexões te traz este solstício?

Happy Litha 🌞 Blessed Be
.
📸@woodspell.apothecary
No site podem encontrar alguns artigos ligados à Saúde da Mulher, nomeadamente sobre o Ciclo Menstrual, Equilíbrio Hormonal Feminino e a Lua como Arquétipo Feminino. Hoje finalmente lanço um novo artigo sobre a Menstruação na Perspectiva Ayurvédica, que finalmente está pronto para sair do forno 😊

Recordo que estes posts não substituem a observação por um profissional de saúde. São formas de conhecermos melhor o nosso corpo, com algumas dicas da Ayurveda, e que podem ajudar a detectar alterações.

Leiam o artigo no site, porque aqui não tenho espaço para escrever tudo, mas há mais informação e uma explicação de cada um dos desequilíbrios e como isso se reflecte no nosso corpo
.
🌼Desequilíbrio Vata: menstruação escassa, irregular, podendo mesmo levar a amenorreia (ausência de menstruação), sangue escuro, pode ter coágulos. A mulher pode sentir cólicas menstruais muito fortes
🌼Desequilíbrio Pitta: fluxo menstrual intenso, principalmente nos primeiros dias, com uma cor "brilhante". Dor de cabeça é muitas vezes um sintoma comum
🌼Desequilíbrio Kapha: propensão para atrasos na menstruação. Tendência para acumulação de líquidos na semana anterior à menstruação.

Já sabem, mais no site 🤗 espero que gostem ❤️
Namastê 🙏🏼
.
Imagem: Unsplash
Já a minha avó materna as adorava. Desde sempre que me lembro como ela mantinha as escadas exteriores da sua casa sempre decoradas com diferentes espécies. Tinha tanto jeito para tratar das plantas, a minha avó... Todas elas cresciam sempre bonitas e saudáveis.

Eu adorava aquele cantinho da sua casa, onde eu podia ver as pessoas que passavam; onde aguardava a chegada de primos e outros amigos para irmos brincar; onde (quando não andava a correr pela aldeia) eu esperava pelas cabras e ovelhas que, guiadas pelo pastor e os seus cães, faziam aquele caminho todos os dias mais ou menos à mesma hora.

E lembro-me tão bem dos brinco-de-princesa que ela tinha... Durante muito tempo foram as minhas preferidas. Por duas ou três vezes ela pegou nestas flores e colocou-as nas minhas orelhas (porque eu era uma princesa, dizia ela; e também me ensinou que mesmo sem as flores, eu continuava a sê-lo... Que eu podia ser o que eu quisesse... Uma mensagem com uma importância maior do que eu na altura imaginava). Engraçado como as mais simples coisas podem fazer-nos resgatar recordações do que já se passou há tanto tempo. Ao ver esta foto, que nem sequer é de alguém que eu conheço, várias memórias da minha infância surgiram, tão vívidas, tão aconchegantes.

Gratidão, gratidão, gratidão ❤️🙏🏼
.
.
📸 @carm3n_q
"Sou toda minha ancestralidade, em mim! Sou toda força que me move, a partir de mim! Sou toda beleza que me cerca, espelho de mim! Sou toda canção que ressoa, canto do meu eu! Sou todas as cores que reluzem, o brilho em mim! Sou a paz do silêncio, que silencia em mim! Sou o calor do fogo sagrado, que queima em mim! Sou o ar que sopra a vida, brisa em mim! Sou a água que nutre a vida, fluo em mim!" (Rose Kareemi Ponce)
💫
Sou grata aos meus ancestrais por tudo o que passaram, pelas suas alegrias e as suas dores, pelas vivências que permitem que eu esteja aqui agora. Vejo as minhas cicatrizes como marcas de ter vencido as batalhas, e sei que as minhas feridas fazem parte do caminho para crescer. A cada dia vou-me preenchendo cada vez mais de conhecimento curativo.

Honro a minha luz e as minhas sombras, e sei que ambas são necessárias para a minha evolução. Mais do que nunca sei que sou Natureza, celebro os seus ciclos e cresço nesta conexão. Curo-me e curo a minha linhagem. As gerações passadas, presente e futuras habitam em mim e através de mim. Recupero estruturas e crio as minhas.

Honro-te a ti, ser sagrado, que lês estas palavras, e também tens a tua história e as tuas cicatrizes 💚

Caminhamos juntos.

Aho!
Hoje trago um apanhado geral da alimentação para o dosha Kapha. Como sempre, estes posts não substituem a consulta de um profissional que pode ajudar numa alimentação equilibrada, personalizada, ajustando às nossas preferências e necessidades
🌱
Podem ler mais sobre os doshas, alimentação e estilo de vida no blog, basta pesquisar por "doshas" ou pelo dosha específico sobre o qual querem ler
🌱
Kapha é o dosha de Terra e Água. Como já referi, o melhor é escolher os sabores que sejam opostos a estes elementos. Relembro que têm um post no blog sobre os diferentes sabores na Ayurveda.
Kapha deve dar preferência aos sabores picante, amargo e adstringente, e moderar o consumo dos sabores doce, ácido e salgado. Comida fria agrava este dosha, pelo que deve ser evitada
🌱
Alguns exemplos (nos artigos do blog encontram uma lista mais completa):
🔹Frutas como ameixa seca, cereja, figo, framboesa, maçã, morango, passas, diospiro, romã. Investir em frutas secas. Reduzir figo fresco, manga, melão, melancia, uva verde, pêssego, banana (a não ser que seja banana desidratada)
🔹Vegetais: preferir espargos, brócolos, alface, beringela, espinafres, cebola, batata branca, cenoura, pimentos. Evitar batata doce, abóbora, tomate cru, courgette
🔹Cereais aconselhados são: cevada, quinoa, granola, pequenas quantidade de arroz integral ou basmati. Diminuir o consumo de aveia cozida, massas e evitar arroz branco
🔹Leguminosas: tolera bem as lentilhas (menos as pretas), feijão branco, feijão mungo, feijão preto, grão-de-bico. Evitar a soja
🔹Evitar as oleaginosas, ou ingerir com muita moderação, porque são pesadas e agravam Kapha. Preferir chia, pipocas sem sal, e sementes de abóbora, girassol e linhaça
🔹De uma forma geral, as especiarias são boas para Kapha, mas não o sal (preferir sal marinho, e sempre em moderação). A pimenta preta e pimenta caiena, o gengibre, o cardamomo são óptimos para este dosha
🔹Evitar bebidas geladas ou frias, álcool, refrigerantes. Preferir sumos de fruta, bebida vegetal de soja ou arroz com especiarias, chá preto. Evitar doces
🌱
 Espero que seja útil 🤗
Este post fala resumidamente da alimentação para o dosha Pitta. Como sempre, estes posts não substituem a consulta de um profissional que pode ajudar numa alimentação equilibrada, personalizando conforme as preferências e necessidades de cada um
🌱
Podem ler mais sobre os doshas, alimentação e estilo de vida no blog, basta pesquisar por "doshas" ou pelo dosha específico sobre o qual querem ler
🌱
Pitta é o dosha de Fogo e Água. Tal como referi anteriormente, é indicado escolher os sabores que sejam opostos a estes elementos. Relembro que têm um post no blog sobre os diferentes sabores na Ayurveda. Pitta deve escolher os sabores doce, amargo e adstringente, reduzindo os sabores picante, ácido e salgado (considera-se que estes 3 promovam o aumento o elemento fogo). Alimentos que aqueçam o corpo ou que sejam oleosos devem também evitados
🌱
Alguns exemplos (nos artigos do blog encontram uma lista mais completa):
🔹Frutas boas são maduras e doces, como cereja, amora, tâmara, passas, figo, melão, manga madura, maçã (se for doce), melancia, côco, romã, uva (menos as verdes). Reduzir kiwi, limão, laranja, toranja, uva verde, alperce, banana, ananás, morango, pêssego
🔹Vegetais os melhores são adocicado ou amargos, como espargos, alface, brócolos, cogumelos, cenoura, batata, abóbora, pepino, courgette. Evitar vegetais , como agrião, beringela, pimentos, picles, tomate, cebola
🔹Cereais preferir arroz (basmati, integral, selvagem ou branco), aveia, quinoa, trigo, cevada, granola sem açúcar. Reduzir o consumo de milho, centeio, trigo sarraceno
🔹Leguminosas: feijão (qualquer tipo), lentilhas verdes, tofu, grão-de-bico, ervilhas. Evitar amendoins, lentilhas vermelhas, misso
🔹Evitar as oleaginosas, ou ingerir com muita moderação. Estas são consideradas um alimento quente, e por isso estimulam o fogo de Pitta
🔹Cuidado com as especiarias para Pitta. Há muitas especiarias quentes, e é o dosha que menos as tolera. Preferir coentros, hortelã, salsa, louro, açafrão
🔹Evitar bebidas energéticas, café e álcool. Preferir sumos das frutas referidas acima ou bebida de arroz, por exemplo. Reduzir o açúcar branco
🌱
Ainda falta o post para Kapha, por isso fiquem atentos 😜